Mais compartilhadas

segunda-feira, 31 de março de 2014

Jogador do Dnipro da Ucrânia, salvou a vida do adversário.

Jogador do Dnipro da Ucrânia, salvou a vida do adversário.
Respect

O jogador Jaba Kankava, que atua na equipe Ucraniana do Dnipro, deu uma excelente lição de vida àqueles maus perdedores do futebol, que utilizam a violência para vandalizarem e muitas vezes até matarem uns aos outros por conta de uma partida de futebol.

Tudo aconteceu quando numa disputa de bola, o goleiro do Dnipro se chocou com o jogador  do Dínamo de Kiev, Oleg Gusev durante um jogo do campeonato da Ucrania entre Dnipro x Dínamo de Kiev.

Reparem no vídeo que o goleiro acerta com joelho na cabeça de Oleg Gusev (Dínamo de Kiev).

Oleg Gusev, cai desacordado em campo e numa ação inesperada ou de desespero, Jaba Kankava, tenta salvar a vida do seu adversário colocando os dedos na boca do seu colega de profissão, tentando evitar que este enrolasse a língua, logo a seguir a equipe médica entra em campo para prestar os primeiros socorros.

A atitude desesperada do jogador para salvar a vida do adversário, foi muito arriscada também para ele, isto porque uma pessoa quando sofre um traumatismo craniano e começa a sofrer as consequências do trauma, como por exemplo enrolar a língua, os profissionais de saúde recomendam que não devemos colocar os dedos na boca do doente, porque corremos seriamente o risco de ficar sem os dedos devido à elevada força com que a pessoa fecha a boca, reparem no vídeo que o jogador do Dnipro sai a queixar-se com imensa dor nos dedos.
Mas acima de tudo, valeu a rápida capacidade de reação de Jaba Kankava na tentativa de salvar um ser humano, não um adversário, mesmo correndo um sério risco de ficar sem algum dedo da mão.

Que esta história com final feliz, seja mais um exemplo de humanidade principalmente para muitos vândalos que andam evolvidos no meio do futebol, espalhando violência e vandalismos pelos estádios ou até mesmo pelas cidades onde passam.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Raspou o cabelo para apoiar a amiga com câncer, mas foi suspensa pela escola.

Raspou o cabelo para apoiar a amiga com câncer, mas foi suspensa pela escola.
A disciplina é muito bom, ela deve ser executadas em todos as camadas de uma sociedade, tanto para as crianças, como também para os adultos, mas nunca devemos de nos esquecer de acrescentar sempre um dose de bom senso em determinadas circunstâncias.

Uma polêmica se instaurou no Estado Colorado - USA, tudo começou depois que uma criança foi suspensa da escola onde estudava, por raspar o próprio cabelo, manifestando um ato de apoio a uma amiga que sofria com um problema de câncer.

A manifestação do ato foi muito bonita por parte da criança norte-americana, demonstrando apoio e humanidade à amiga que sofre com uma doença.

Mas o que a criança não esperava era que fosse repreendida pela escola onde estudava, por ter raspado o cabelo demonstrando um gesto muito bonito de humanidade e solidariedade, a estudante acabou sendo suspensa da escola.

A escola da criança, justificou a suspensão da mesma, alegando que o código de vestuário da instituição, não permite que os alunos utilizem o cabelo raspado.

Todos nós precisamos de regras, principalmente as crianças e adolescentes, mas há alguns casos em que bom senso deve sempre prevalecer, a exceção da regra.

Depois de muitas manifestações e protestos dos pais, em solidariedade à menina penalizada pela suspensão, a escola resolveu voltar atrás na decisão tomada e assim a menina voltou à escola.