Mais compartilhadas

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Leilão da 'virgindade' de uma boneca inflável.

Leilão da "virgindade" de uma boneca inflável.
Parece absurdo mas é verdade, está sendo realizado na internet como sempre, nela encontramos de tudo e mais um pouco, é surpreendente como encontramos as coisas mais absurdas do mundo, na internet.

Voltando ao assunto, está sendo realizado na internet, um leilão da "VIRGINDADE" de uma boneca inflável, isto mesmo, os realizadores do evento inclusive, estão muito entusiasmados com o sucesso do leilão, que inicialmente começou com o lance de 5 mil reais e atualmente já alcançou o valor de 100 mil reais no último lance oferecido.

Quem conseguir pagar pelo lance mais alto no final do leilão, passará uma noite inesquecível com a Valentina, nome dado à boneca inflável. O leilão se encerrará no dia 31 de março.

Valentina, ficará exposta numa feira erótica em São Paulo, a empresa realizadora do leilão e também uma das organizadoras da feira, afirmou que lavará para o Brasil inúmeros modelos de bonecas infláveis. A feira acontecerá entre os dias 6 a 9 de março, com entrada gratuita.

Segundo informações da empresa que está realizando o leilão, a Valentina é uma nova geração de bonecas infláveis, com uma imagem muito real, fabricada com uma pele sintética, mas com cabelos e peso muito parecidos ao corpo de uma mulher, não é a toa que a boneca custa cerca de 7 mil dólares nos Estados Unidos.

O fabricante alerta que a boneca deve ser colocada numa banheira com água quente, antes da sua utilização, para que fique com a temperatura parecida à do corpo de uma mulher.

O grande vencedor do leilão, passará a primeira noite com a Valentina em um motel, numa suíte presidencial na cidade de São Paulo, caso o vencedor não more em São Paulo, irá receber um bilhete de avião. Além disso o casal irá jantar à luz de velas, acompanhado com champanhe francesa, sem falar do banho aromático acompanhado com pétalas de rosas que também terão direito.

Que romântico! Ou será maluquice... enfim, a cada dia que passa já não sei de mais nada.