Mais compartilhadas

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Menor esquartejado durante rebelião em Pernambuco.

Menor esquartejado durante rebelião em Pernambuco.
Qual será o futuro dos nossos jovens, dia após dia, a mentalidade dos jovens tem mudado muito, se compararmos com as gerações anteriores.

Mesmo com um mundo de oportunidades aos pés, os jovens nos dias de hoje não estão aproveitando suficientemente as oportunidades que a vida lhes dão.

É óbvio que toda regra tem exceção, mas todos os dias temos visto crescer, assustadoramente a criminalidade juvenil.

A desculpa por ser pobre já não cola mais, foi se o tempo em que ser pobre era desculpa para praticar crimes.

Sem basear em dado algum, tendo como informação apenas o meu conhecimento dos noticiários dos jornais e televisão, acredito que mais de 50 por cento dos criminosos está na faixa etária dos 15 aos 30 anos, sem falar que a grande maioria dos criminosos não chegam aos 40 anos, portanto alargar a faixa etária até aos 40 anos talvez será demais.

Será a droga a grande culpada? Acredito que não, porque só a procura quem quer, faz parte da mudança da nova geração, que prefere viver sem limites para nada.

No passado dia 30 de Novembro, houve uma rebelião terrível na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), em Abreu e Lima, localizada na região metropolitana da cidade de Recife - Pernambuco.

A Fundação, tem a capacidade para 98 menores infratores, mas estava com a lotação com quase 250 reclusos.

Especulam-se que os motivos da rebelião, aliás a terceira do ano, foi por causa da superlotação e, também por conta da rigidez que alguns menores infratores estavam sendo tratados, por conta de desentendimentos entre os mesmos dentro da unidade.

Os menores tentaram fugir usando um corda de lençóis amarrados, conhecida popularmente como teresa, a polícia foi chamada ao local e usando bombas de gás lacrimogênio conseguiu impedir a fuga dos detentos, os rebelados inconformados com o fracasso da tentativa de fuga, mataram um colega infrator, esquartejaram-no e arremessaram as partes do corpo por cima do muro, para o lugar onde estavam os militares atuando na operação, esses mesmos menores chegaram a assumir provisoriamente o controle da unidade onde inclusive conseguiram chegar até ao portão principal.

Após o controle da situação, a instituição como medida de segurança, removeu 50 jovens que tinham desafetos dentro da unidade, para o Centro de Reeducação da Polícia Militar (Creed), entre os rebeldes 12 serão indiciados por suspeita de envolvimento com a liderança da rebelião.

Horrível, cenas de terror provocadas por adolescentes que poderiam estar aproveitando a vida, estudando, se preparando para um futuro promissor, mas o mundo do crime e a vida sem limites, seduzem muito mais do que trabalhar e ser honesto.

Qualquer cidadão jovem, que entre para uma instituição de recuperação se não tiver muita força de vontade e dizer eu quero sair dessa vida, não terá sucesso, porque 90 por cento dos que lá estão, não tem recuperação, muito pelo contrário, acredito que até saem pior de que quando entraram, é como se fosse uma escola do crime.

Também acho que já é hora do governo brasileiro reduzir a maioridade penal, é hora de reformular as leis do código penal e reduzir para 16 anos a maioridade penal no país. Qualquer jovem com 16 anos já sabe muito bem o que fazem e, é hora deles serem responsabilizados completamente pelos seus crimes praticados.

Quem sabe assim dando mais responsabilidades aos jovens a criminalidade juvenil não reduza um pouco mais, os jovens de hoje não são como os jovens de 20 anos atrás, os jovens de hoje sabem muito mais da vida do que algumas pessoas adultas, a humanidade evoluiu e a falta de informação já não é desculpa, hoje em dia temos informação de tudo que quisermos basta ir atrás.