Mais compartilhadas

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Brasileira suspeita de matar os dois filhos em Portugal.

Casa onde a família vivia.
Uma brasileira, que supostamente terá trinta anos é a principal suspeita pela morte dos seus dois filhos. O crime aconteceu na pequena localidade de Preces - Alenquer, distrito de Lisboa.

Tudo aconteceu na segunda-feira (24/12/12) por volta das 22:09 (horário de Lisboa), quando a mãe terá ateado fogo no quarto onde as crianças estavam dormindo.

As notícias veiculadas, indicam que a mãe das crianças terá trancado-as no quarto e ateado fogo num amontoado de roupas que estavam lá dentro, o fogo espalhou-se pelo quarto incendiando as camas e os colchões.

Uma das crianças (uma menina) faria no sábado (22/12/12) um ano de vida e a outra criança (um menino) tinha três anos aproximadamente. As crianças estavam trancadas no quarto, mas a chave não estava na porta.

Apesar do fogo ter se espalhado pelo quarto onde as crianças estavam trancadas, elas não morreram carbonizadas mas sim por paragem cardiorrespiratória devido a inalação de fumaça, os bombeiros bem que tentaram reanimar as crianças, mas as mesmas não sobreviveram.

A avó das crianças declarou que recebeu um telefonema da própria mãe das crianças, dizendo que ela mesma teria posto fogo na casa e assassinado os próprios filhos. Alguns vizinhos também disseram que viram a mulher fugir a pé com uma mala de viagens.

A polícia encontrou um bilhete pendurado dentro da casa, que supostamente terá sido escrito pela mãe das crianças, o conteúdo bilhete não foi revelado.

Como a alegada homicida é de cidadania brasileira, a polícia portuguesa alargou o perímetro das investigações por todo território nacional, tendo inclusive feito contato com as autoridades internacionais e de fronteiras terrestres, fluviais ou aéreas alertado para a possibilidade da suposta homicida sair do país.

Alguns vizinhos relataram que o casal não passavam por um bom momento na relação e que a mulher sofria de depressão, o que fazia com que ela não saísse á rua ou levasse as crianças ao médico e a creche, tarefa que era realizada diariamente pelo pai das crianças. A mulher aproveitou o fato do marido sair para trabalhar anoite e cometer o crime. As brigas do casal eram constantes, a mulher tentou sair de casa e separar-se do marido antes do segundo filho de quase um ano nascer.

A proprietária da casa onde o casal vivia, relatou que cedeu a casa para os dois morarem  há cerca de um ano pelo fato deles não passarem por um bom momento financeiro, a mulher estava desempregada. Apesar do incêndio a casa não ficou danificada, somente o quarto onde as crianças estavam pegou fogo, os bombeiros de Merceana e Alenquer conseguiram controlar muito rapidamente o incêndio sem que ele se espalhasse pela casa ou mesmo pela vizinhança.