Mais compartilhadas

sábado, 3 de novembro de 2012

Execução de Policiais em São Paulo.


Execução de Policiais em São Paulo.
A violência no estado de São Paulo está tomando níveis cada vez mais incontroláveis.

Todos os dias surgem novos casos que dão como certo a tentativa da execução de policiais, em muitos casos, essa "tentativa" se tornam muitas vezes em fato consumado.

E não são apenas os policiais em atividade que estão sofrendo com esses atentados à suas vidas, policiais que não estão em exercício da profissão, ou seja policiais aposentados, também já foram vítimas da violência contra essa classe trabalhista e acabaram mortos.

Os bandidos estão tomando conta da cidade e consequentemente do estado de São Paulo, espalhando violência e fazendo vítimas por todos os lados, civis e militares estão encurralados pelo banditismo.

De acordo com os dados do  Infocrim (Sistema de Informações Criminais) até o dia 31 de Outubro foram contabilizados mais de 145 homicídios na cidade de São Paulo, um aumento de 86% comparando-se com o mesmo mês do ano passado, baseando-se nesses dados é o segundo mês consecutivo que a cidade de São Paulo bate o recorde de homicídios, desde que o governo do estado começou a fazer a contabilidade mensal relacionada com a violência.

A audácia e o atrevimento dos bandidos é tanta, que já surgiram até rumores de que eles próprios declararam que "para  cada bandido morto, dois policiais também irão morrer".

Já existem casos de que policiais não estão voltando para casa depois do horário do expediente, os policiais estariam dormindo nos próprios batalhões com "medo" de voltarem para suas próprias casas.

E os políticos brasileiros ou mesmo as autoridades competentes, será que eles não lêem os jornais ou vêem essas notícias, porque todos eles ficam de braços cruzados, não se manisfestam para fazerem nada e mudarem tal situação.

O código penal brasileiro precisa urgentemente de severas mudanças, a polícia precisa urgentemente de muito mais pessoal,  melhores ordenados, melhores equipamentos de trabalho, melhor formação e preparação adequada e só assim é que a polícia poderá  "lutar" de igual para igual contra a criminalidade.

O problema do código penal brasileiro é tão evidente que nem é preciso ser um profissional da área para identificar as falhas, ou seja, muitas vezes a polícia prende um  bandido de manhã e atarde ele já está solto e se calhar no próprio dia ele já está a praticar novos crimes.

A corrupção dentro da própria polícia também é um problema sério e tem que ser resolvido urgentemente, a dificuldade maior é identificar quem a pratica e posteriormente punir severamente, aliás um dos males de que o Brasil sofre é a corrupção, ela está por todos os lados.

É caso para se dizer que realmente o crime está mesmo organizado!