Mais compartilhadas

domingo, 21 de outubro de 2012

Deputada da Grécia insulta imigrantes.


Deputada da Grécia insulta imigrantes.
Uma deputada grega chamada Eleni Zaroulia, insultou ou melhor humilhou os imigrantes que vivem na Grécia. Durante um a sessão no Parlamento, a Deputada referiu aos imigrantes como "Sub-humanos e portadores de todos os tipos de doenças". 



Tudo começou porque a Deputada exigia um tratamento diferenciado aos gregos que estão regressando ao país, vindos de países como a Albânia ou a da Rússia e para expressar a usa vontade ou sua opinião usou a seguinte frase; "É inaceitável que eles sejam comparados a este tipo de sub-humanos que invadiram o nossa pátria com todo o tipo de doenças que transportam com eles". 

E segundo algumas informações, as palavras da Deputada ainda recebeu inúmeros aplausos, vindos da bancada do partido da Deputada, nomeadamente o Aurora Dourada, composta por 18 deputados, que foram eleitos na última eleição e que conta com expectativa de crescer o número de parlamentares, uma vez que o partido está crescendo nas sondagens eleitorais e já é o terceiro maior partido do país.

O mais interessante dessa história toda, desse caso lamentável de racismo é que a Deputada Eleni Zaroulia foi nomeada no início deste mês, membro do comité de igualdade e anti-descriminação da assembleia parlamentar do Conselho da Europa. 

Parece brincadeira, mas não é, uma pessoa membro de uma entidade que luta contra a desigualdade e a descriminação, agir dessa maneira, não há explicação nenhuma. E o pior disso tudo é que ela se recusou a pedir qualquer tipo de desculpas.

A Deputada vem com isto sofrendo duras críticas principalmente nas redes sociais, pela utilização de um tom xenófobo e racista. Ao que tudo indica, parece que Deputada também é adepta das redes sociais para fazer publicações polêmicas, porque ela também publicou no Twitter uma mensagem ridícula com tons no mínimo desumano. Tudo aconteceu depois de ter sido divulgado um vídeo em que um grupo de paquistaneses agrediu uma jovem grega ligada à esquerda radical. A Deputada escreveu a seguinte mensagem, "Uma pena, deviam tê-la violado". 

Vale a pena salientar que o partido da Deputada é de extrema direita e a jovem agredida é adepta da esquerda radical, mas enfim, em nada justifica o cometário ridículo da Deputada.

Outro episódio de nível racial que a Deputada se envolveu foi por negar a existência do Holocausto dos judeus na II Guerra Mundial. 

Também no mês de abril, a Deputada e o marido viram-se envolvidos num escândalo, onde a impressa da Grécia divulgou que os dois eram membros do conselho de administração de um hotel, conhecido como um local de encontros sexuais, no centro da capital grega (Atenas).

Com um histórico repleto de escândalos de níveis xenófobos, raciais e outras coisas mais sabem-se lá o que, quem é que nomeou esta senhora como membro do comité de igualdade e anti-descriminação da assembleia parlamentar do Conselho da Europa? E este conselho, com tantos escândalos e declarações desse nível, como aceitaram-na como membro? Realmente há coisas na política que não há explicação.