Mais compartilhadas

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Senadores "esqueceram" de pagar o Imposto de Renda.

Senadores "esqueceram" de pagar o Imposto de Renda.
Você, um trabalhador "normal", como milhares de cidadães brasileiros,  recebe décimo quarto ou décimo quinto mês de ordenado?

Não, esta é a resposta correta, que todos cidadães responderiam se alguém lhes perguntassem. Mas a resposta correta também poderia ser sim, se você fosse um Senador ou Ex-Senador.

E se você, um trabalhador "normal", recebesse o décimo quarto ou décimo quinto mês de ordenado, pagaria o Imposto de Renda sobre esses dois meses de ordenados?

Sim, porque todos os contribuintes, todos trabalhadores "normais" pagam.

Mas acontece, que os senhores Senadores, "esqueceram" de pagar as contribuições para o Imposto de Renda sobre esses dois meses de ordenados, é tanto trabalho que até dá para esquecer de pagar as contas.

O Senado por sua vez, para tentar contornar esta situação vergonhosa, comprometeu-se a pagar as contribuições para o IR dos Senadores "esquecidinhos", se fosse um trabalhador " normal" o desfecho da história seria outro.

Só que acontece que esse episódio ridículo não acaba aqui, porque volto a fazer a última pergunta,  de onde sairá o dinheiro para o pagamento dessas contribuições para o IR dos Senadores "esquecidinhos"? A resposta é obvia, não é preciso fazer muito esforço para responder, acertou quem respondeu do bolso dos milhares de trabalhadores e contribuintes "normais"  de todo Brasil, e ainda bem que não será cobrado nenhum tipo de multa por falta de pagamento, porque senão o povo teria que desembolsar mais dinheiro.

É uma vergonha, um trabalhador além de contribuir para o desenvolvimento do país, pagando os seus impostos todos em dia, ter que pagar as contribuições dos Senadores "esquecidos" que ganham milhares e milhares de reais "limpinhos", ou seja sem tributação do país.

Sendo assim, nós contribuintes, estamos a pagar as contribuições fiscais dos Senadores duas vezes, uma para eles próprios e outra para os cofres públicos.

Como é possível um país crescer dessa forma, se os governantes não contribuem para tal, além de gerirem mal as finanças públicas, se aproveitam de situações cada vez mais inusitadas em prol de si mesmos, e o pior que a cada dia surge uma situação diferente. 

Assim fica difícil combater tanta miséria que ainda existe no Brasil.