Mais compartilhadas

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Será que a Presidente Dilma será novamente vaiada, na final da taça das confederações.

Será que a presidente Dilma será novamente vaiada...
Por esta ninguém esperava, principalmente a classe política, esses pensavam que fariam a copa do mundo no Brasil, em 2014, gastariam bilhões e o povo brasileiro não se importaria com a gastança, mas o tiro saiu pela culatra, bastou sair os primeiros relatórios sobre o dinheiro gasto até agora e o que será provavelmente gasto até a realização do evento, para o futebol deixar de ser a "paixão do povo brasileiro".

Num primeiro momento, o povo saiu às ruas para manifestarem contra o aumento dos preços dos bilhetes dos transportes públicos, que no Estado de São Paulo foi de R$ 0,20, um dos estados onde os protestos tomou a maior proporção.

Nos dias 6,7 e 11 de Junho houveram três manifestações contra o aumento dos R$ 0,20, nessas manifestações houveram muita violência e confrontos entre a polícia e os manifestantes, a imprensa chegou mesmo a noticiar e classificar o acontecimento como vandalismo.

Mas o povo respondeu com mais manifestações, na quinta feira da mesma semana, dia 13 de junho, com mais protestos mas dessa vez, os protestos começaram a se espalhar por outras cidades do país nomeadamente, Natal, Porto Alegre, Santarém, Maceió, Rio de Janeiro e Sorocaba - SP.

Daí pra frente, praticamente todos os dias haviam protestos e cada vez mais se espalhavam por mais cidades do país.

Como o movimento crescia cada vez mais, o momento crucial foram as vaias dadas à presidente Dilma no momento da abertura da copa das confederações no dia 15 de Junho, aliás não foi só a presidente do Brasil que foi vaiada, o presidente da FIFA, Josef Blatter, também foi vaiado durante o discurso de abertura da copa das confederações e foi ele quem pediu calma aos 60.000 torcedores que estavam presentes no estádio Mané Garrincha, na capital do país - Brasília.

A partir daí, os protestos aumentaram cada vez mais e mais, uns com mais violência outros nem tanto, alguns protestos até clamavam por paz, mas alguns oportunistas aproveitavam da situação para promoverem a violência e tudo mais que dela provem (muitas lojas foram depredadas e saqueadas).

Como a onda dos protestos era muito crescente chegando mesmo a mobilizar outros brasileiros e simpatizantes do movimento que vivem fora do Brasil, os protestos cresciam muito rapidamente, os governantes não diziam nada, ninguém se pronunciava, ninguém recuava.

Mas os governos de alguns Estados acabaram por recuar, baixando primeiramente o preço do bilhete do transporte público, mas mesmo assim, o povo continuou e continua a protestar exigindo mais saúde, mais educação ( tudo nos padrões da FIFA), menos corrupção, menos gastos com a copa 2014 (quase 30 bilhões de Reais).

Diante tantas manifestações a presidente Dilma resolveu se pronunciar e assim divulgou 5 pontos básicos para dar um novo rumo ao Brasil;
  • 1. Responsabilidade fiscal, para garantir a estabilidade da economia e o controle da inflação.
  • 2. Construção de uma ampla reforma política, que amplie a participação popular, com punição maior à corrupção.
  • 3. Melhorarias na área da saúde, acelerando os investimentos em hospitais e outras unidades de saúde.
  • 4. Maior qualidade no transporte público.
  • 5. Melhorias na educação.
A presidente propôs um debate, sobre a convocação de um plebiscito popular que autorize um processo constituinte específico para fazer a reforma política que o país tanto necessita. O Brasil está maduro para avançar e já deixou claro que não quer ficar parado onde está”, disse a presidente.

A presidente Dilma propôs ainda, que a corrupção dolosa (intencional) passe a ser equivalente a crimes hediondos.

Sendo ou não motivada pela presidente Dilma, algumas mudanças começaram a aparecer, entre elas a proposta de Emenda à Constituição (PEC) 37, que limita o poder de investigação do Ministério Público, esta foi derrubada pela Câmara dos Deputados no dia 27 de junho.

Outra medida rapidamente aprovada também no mesmo dia, foi a divisão da totalidade dos "royalties" do petróleo, sendo 75% para a educação e de 25% para a saúde.

Mas mesmo perante algumas mudanças, estabelecidas pelos governos estaduais e federais os protestos ainda não se encerraram completamente e continuaram a se realizar, principalmente nas cidades onde aconteciam os jogos da copa das confederações, sendo a cidade de Belo Horizonte - MG a se mobilizar "por último" contra os jogos, contra o governo, contra a copa 2014 e contra a FIFA, uma vez que a seleção brasileira jogou nesta mesma cidade, no dia 26 de junho, a semifinal da competição, contra a seleção do Uruguai (vitória do Brasil por 2 X 1). No dia seguinte, dia 27 de Junho, as seleções da Espanha e Itália se defrontaram na Arena Castelão, em Fortaleza - Ceará, pela outra semifinal da taça das confederações (vitória da Itália por 7 X 6 nos pênaltis) sem muita confusão relacionada aos protestos.

Mas e agora? Domingo será a "grande final", Brasil contra Espanha pela taça das confederações, no mais famoso estádio mundial (Maracanã) estádio este que tem sido um ponto de discórdia entre o povo e o governo, por causa dos elevados gastos para a sua reforma, será que a presidente Dilma se pronunciará no encerramento da competição? E se ele discursar, como o povo irá reagir, vale a pena lembrar que a copa do mundo é para turistas ou brasileiros da classe média alta ou rica, porque pobre com certeza não terá dinheiro para gastar com um bilhete para ver os jogos, ao menos que esse jogo seja da pior seleção contra outra do mesmo patamar, mas afinal quem é que quer ver jogo de pernas-de-pau. 

Pobre ver a sua seleção jogar é na televisão, se é que o pobre brasileiro voltará a se "apaixonar" pela seleção brasileira.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Não quero que o Brasil ganhe a taça das confederações.

Não quero que o Brasil ganhe a taça das confederações.
É isto mesmo...eu não quero que a seleção brasileira ganhe a taça das confederações.

Vou explicar, do meu ponto de vista, a seleção brasileira atualmente não é uma má seleção, mas também não é a melhor de todas, como todo brasileiro fanático por futebol diz aos quatro cantos.

Se por acaso a seleção brasileira conquistar a taça das confederações, todos pensarão que a seleção já está pronta para a copa do mundo do ano que vem, o que será um grande engano, porque mesmo que ganhe a taça, a seleção não está preparada para a disputa da copa 2014.

Um dos motivos é que se a seleção ganhar a taça, o grupo de jogadores ficará praticamente definido para a disputa da copa do ano que vem, entrando um ou outro jogador em caso de lesão ou outro problema qualquer.

Outro motivo é que, como o Brasil é o país sede da copa e com isto a seleção brasileira já está classificada, sendo assim, a seleção não fará jogos para a classificação e esses jogos são muito diferentes de jogos amistosos, como a maioria dos jogos amistoso que foram feitos até agora.

A seleção brasileira neste momento é uma boa seleção,  o problema é que as principais estrelas Neymar, Lucas e Oscar são muito jovens, se enquadrando numa faixa etária de 21 ou 22 anos, a falta de experiência ou aquela malandragem que o futebol exige, em determinado momento irá faltar para esses jogadores ou até mesmo poderão exagerar na dose de confiança auxiliado com o excesso de vaidade dos jovens jogadores.

Digo isto, porque assim foi contra o México na final dos jogos Olímpicos de Londres em 2012, o Neymar praticamente desapareceu do jogo.

Esta seleção para a Copa do Mundo de 2014 é muito nova, creio eu que os principais jogadores não conseguiram muito destaque devido a pouca idade e a experiência nesse modelo de competição, sem falar da responsabilidade que terão por jogar em casa, com a "obrigação" de ganhar a competição.

Acredito eu, que na copa do mundo de 2018 aí sim, esta seleção será muito mais forte, é obvio se tudo correr bem até lá, todos esses jogadores referenciados como os mais importantes da seleção estarão no auge das suas carreiras com muito mais experiência adquirida e talvez com esses atributos poderão conquistar a copa.

Até agora, tenho visto bons jogos da seleção na taça das confederações, mas sinceramente não acho que esse futebol seja suficiente para ganhar uma copa do mundo, por tanto, prefiro que perca a taça das confederações de modo que o grupo trabalhe mais ainda para chegar suficientemente forte à copa 2014.

terça-feira, 18 de junho de 2013

Comunidade brasileira também protestou em Portugal.

Comunidade brasileira também protestou em Portugal.
A comunidade brasileira que vive em Portugal, também aderiu aos protestos que vem acontecendo no Brasil, a quase uma semana.

Tal como vem acontecendo no Brasil, a grande maioria dos participantes dos protestos, foram convocados pelas redes sociais.

O texto convocatório que circulava na internet, apelava para os participantes levarem cartazes com denúncias e desabafos sobre o governo brasileiro, os participantes deveriam manter uma distância de pelo menos 100 metros do Consulado Brasileiro, não deveriam causar transtornos ao trânsito dos carros no local do protesto e muito menos não cometerem nenhum ato de vandalismo.

Em Lisboa, na Praça Luís de Camões - Bairro Alto, as manifestações foram feitas nas proximidades do Consulado Brasileiro.

Os brasileiros em Portugal, formam a maior comunidade de imigrantes do país, com quase 110 mil pessoas. Só em Lisboa, de acordo com o censo de 2011, os números registraram 10,9 mil brasileiros a viverem na capital portuguesa.

Outras cidades portuguesas, além de Lisboa, também apoiaram as manifestações brasileiras, nomeadamente a cidade do Porto, Faro e Coimbra.

Além de Portugal, as manifestações brasileiras, também ocorrerão noutras cidades dos países do velho continente, tais como: Madrid e Barcelona - Espanha, Bruxelas - Bélgica, Paris - França e Frankfurt - Alemanha.

Mais um dia de protestos pelo Brasil.

Mais um dia de protestos pelo Brasil.
Mais um dia de protestos espalham-se pelo Brasil e dessa vez os protestos não se limitaram apenas pelos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, dessa vez os protestos se espalharam praticamente por todo país.

Os protestos estão acontecendo por coincidência ou não, principalmente nas Capitais onde estão acontecendo os jogos da copa da confederações, entre elas Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, sem falar de outras cidades espalhadas por todo país.

A manifestações que se iniciaram contra o aumento das tarifas dos transportes públicos, ganhou força nos últimos dias com o movimento contra a copa do mundo de 2014 e consequentemente contra os gastos abusivos para a organização do evento.

Os manifestantes convocam a participação das pessoas pelas redes sociais, organizando locais para se encontrarem, lugares para os pais deixarem as crianças, dão dicas principalmente para as mulheres de como elas devem ir vestidas, alertando para a não utilização de saias durante os protestos, chamando a atenção para o cuidado contra os abusos sexuais.

Acredito que a tendência dos protestos é só aumentar, uma vez que o assunto principal do protesto deixou de ser o aumento das tarifas dos transportes públicos, a causa da luta agora passou a ser todos os problemas crônicos que o Brasil sofre, nomeadamente a corrupção, a saúde, a educação, sem falar dos gastos abusivos com a organização dos eventos da Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016.

De fato, passou da hora da população brasileira protestar, as despesas com a copa do mundo tem sido mais que abusivas, não tem cabimento o governo de São Paulo gastar milhões de reais na construção do "ITAQUERÃO", quando essa mesma verba podeira ser investida noutros setores mais importantes, como por exemplo os transportes públicos, outro exemplo claro de desperdício de dinheiro público é a construção do estádio Mané Garrincha em Brasília, uma vez que na capital do país não existe nenhum grande clube para disputar a primeira divisão do campeonato brasileiro, ou seja, depois da copa a renda desse estádio não dará nem mantê-lo.

O povo tem mesmo que protestar contra os problemas que o país sofre, chega de corrupção, queremos saúde, educação e segurança para toda população.

Os brasileiros estão cansados de serem humilhados, um país tão rico mas com tantas diferenças sociais.

Em meio a todas essas manifestações, chamo a atenção do povo brasileiro para que aprenda de uma vez por todas a escolherem os seus representantes políticos, não se vendam, votem consciente, sejam responsáveis e exerçam o direito OBRIGATÓRIO do voto de modo a escolher bons representes para governarem o nosso país.

NÃO É TURQUIA, NÃO É GRÉCIA É O BRASIL SAINDO DA INÉRCIA!

domingo, 16 de junho de 2013

Se estivesse no Mané Garrincha, também vaiaria.

Se estivesse no Mané Garrincha, também vaiaria.
Afinal, vivemos numa democracia ou não? Então porque não podemos vaiar a Presidente da República?

Se estivesse no estádio Mané Garrincha, também vaiaria com toda a força que pudesse expressar minha revolta contra esse governo que faz vista grossa com o os verdadeiros problemas do país nomeadamente, a saúde, a educação, a segurança, a falta de água em alguns Estados, entre outros mais.

Também dizem que o Brasil tá melhor, tá evoluindo, pode até ser que esteja, mas é pouco para um país tão rico como o nosso, temos que aproveitar o bom momento e desenvolver o mais rápido possível, dar boas condições de vida para nossa população, nesse ritmo que estamos, quanto tempo mais vamos demorar para chegar aos níveis dos tão sonhados países de primeiro mundo, se é que vamos lá chegar.

Mas tenho uma leve suspeita que o motivo dessas vais direcionadas a ilustre presidente, não tem nada a ver contra a organização da Copa do Mundo de 2014, creio eu que foi um forma de apoiar os movimentos que se tem visto, principalmente nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, manifestações contra os aumentos das tarifas dos transportes públicos.

As vaias não tem nada a ver contra a organização da Copa do Mundo, porque quem estava lá, obviamente é a favor da copa, se não, não pagariam um preço tão alto por um bilhete para ver um evento que é contra. Ninguém paga para ver um espetáculo seja ele qual for de quem não goste.

E essas mesmas vaias, não demonstraram nenhuma falta de respeito ou insulto, isto porque as pessoas estavam lá para prestigiarem a partida de futebol entre Brasil x Japão, não estavam lá para ouvir discurso político de nenhuma autoridade governamental que não está comprometida verdadeiramente com o seu povo. Seria uma falta de respeito, se no momento das execuções dos hinos nacionais, as pessoas continuassem a vaiar, isto sim seria inaceitável.

Quanto ao momento das vaias, essas não poderiam vir noutro momento melhor, isto porque naquele exato momento o Brasil estava considerado o "centro do mundo", toda imprensa nacional e internacional estava transmitindo a Copa das Confederações, o evento que será o ensaio para a copa do mundo de 2014.

Talvez no exato momento das vaias à presidente, muitos turistas e todos da imprensa internacional, ficaram com a ideia de que os brasileiros são mal educados, mas eles não sabem dos nossos problemas, mas amanhã ou depois, quando as noticias começarem a circular, dizendo os verdadeiros motivos pelo qual levou milhares de pessoas a vaiarem a sua autoridade maior do país, aposto que essa má imagem se transformará num imenso elogio vindos de toda parte do mundo, para todo o povo brasileiro.

Mais notícias