Mais compartilhadas

sábado, 9 de junho de 2012

O Brasil e a Copa do Mundo de 2014.

news365mundo.com
Sinceramente eu acho que os políticos brasileiros surtaram de vez com realização da Copa  do Mundo de 2014 no Brasil, vejam a reportagem a seguir:

"Uma luta antiga dos ex-jogadores brasileiros campeões do mundo virou realidade, quando a presidente Dilma Rousseff sancionou a Lei Geral da Copa. Anexado ao documento, o pedido de aposentadoria vitalícia aos atletas das Copas de 1958, 1962 e 1970 recebeu a aprovação de Dilma, e a partir de agora, qualquer campeão desses mundiais possui direito a receber um prêmio de R$ 100 mil e pensão de R$ 3.800.

Como é algo em caráter legal, já vale a partir de agora, mas o governo pediu uma semana, para acertar as questões burocráticas em Brasília. É uma espera de seis anos que finalmente virou realidade — comemora Marcelo Neves, filho do ex-goleiro Gilmar e diretor executivo da Associação dos Campeões Mundiais.

De acordo com Marcelo, os R$ 100 mil da premiação virão do Ministério do Esporte, enquanto a aposentadoria será paga pela Previdência Social. Os campeões do mundo de 1994 e 2002 só podem pleitear os benefícios ao completarem 65 anos de idade.

A chegada de uma aposentadoria fixa é um alívio para atletas como o ídolo alvinegro Nilton Santos, que enfrenta dificuldades financeiras e sofre com sérios problemas de saúde, até um acerto de relíquias do ex-lateral está à venda para custear as despesas médicas de Nilton, já com 87 anos."

É uma tremenda falta de respeito com o povo brasileiro a aprovação de uma lei absurda dessa, até parece que um jogador de futebol é um soldado que lutou numa guerra em defesa do seu País, da sua Nação.

Aprovarem uma lei que beneficie jogadores de futebol só porque foram campeões mundiais pela Seleção Brasileira, só mesmo no Brasil, enquanto pobres lutam pelo direito de conseguirem uma aposentadoria de um salário mínimo, pessoas doentes em fases quase terminais, pessoas mais que idosas, em fim, pobres passando fome não têm direito a nada, agora, jogadores de futebol só porque foram campeões têm direito a tudo, é ridículo.

A justificativa da lei é porque alguns desses "campeões" estão na miséria, ou doente, como é o caso do Nilton Santos, sinceramente e daí? Quantos brasileiros não estão? Eles ganharam algum dinheiro com as tais conquistas, se não guardaram problema deles, ou pelo menos para não ser tão radical, porque o Ministério do Esporte não ajuda aqueles que estão em dificuldades, precisando de ajuda.

O que não tem cabimento é o governo conceder uma aposentadoria vitalícia a todos os "campeões", incluindo neste lote pessoas como Pelé, Rivelino, Zagalo, Ronaldo, Romário, Bebeto,Ronaldinho Gaúcho, entre outros milionários do futebol,é irônico. 

Diz o governo, que a lei para os tais "campeões das copas de 1994 e 2002 só poderão ser aposentados quando atingirem os 65 anos de idade, e daí? Os caras estão cheios da grana, não precisam do dinheiro dos pobres.

É lamentável, enquanto um pobre trabalhador luta por uma aposentadoria de um salário mínimo, trabalhando uma vida inteira, os tais "campões" vão receber uma aposentadoria de 3.800,00 R$ mais um prêmio de 100.000,00 R$ , é brincadeira uma coisa dessa, só mesmo no Brasil.

E o pior ainda está por vir, depois da Copa de 2014, aí é que eu quero ver quem vai cobrir o rombo que vai ficar, quem vai pagar as contas, quem vai pagar o estádio do Corinthians, um estádio de um clube privado que está a ser construído com dinheiro público, quem vai pagar as falcatruas que vão ser descobertas com as inúmeras CPI's que surgem, é aquela mesma novela que sempre acaba em pizza, são perguntas idiotas, porque quem sempre paga é o povo brasileiro, com seu sofrimento.

Mais notícias